Não, não vamos falar sobre hackers nem te ensinar a hackear nada, então se você nunca ouviu falar do termo deve estar pensando que diabos seria isso… Ok vamos do começo, porém como o assunto é extenso iremos dividir esse artigo em 3 partes para poder cobrir o máximo de conteúdo possível.

Growt hacking nada mais é uma estratégia que combina desenvolvimento estratégico com coleta de dados e engenharia. Como assim?
O GT vai muito além do marketing tradicional, para analisar isso devemos analisar o modelo de crescimento das startups que deve sempre começar com a busca de um time dinâmico que tenha uma propósito muito além do financeiro.
Os pilares são bem simples:

  • Gerar ideias
  • Analisar essas ideias e modela-las (vamos falar como mais para frente)
  • Testar
  • Analisar os resultados
  • Repetir o processo.

A primeira coisa que deve fazer é ter seu Market Fit bem definido, ter a certeza que está entrando em um bom mercado e que seu produto será capaz de satisfaze-lo.
O GT envolve uma série de fases (precisamos de mais artigos para falar de todas porém nesse só iremos expor algumas)

AARRR – O grande funil do GT. 
Afinal o que significa essa sigla estranha, ela é base de tudo que você irá se preocupar daqui para frente, significa simplesmente:

– Aquisição 
Ou seja geração do trafego de usuarios, é a base do funil onde você descobre exatamente seu publico o que ele deseja e como chegar até eles. (também falaremos disso mais para frente).
-Ativação 
Ok, encontrou seu publico? Agora o que deve ser feito para que eles interajam de fato com seu produto e serviço?
-Retenção 
Essa deve ser uma das suas maiores preocupações: seu produto ou aplicação é boa o suficiente para que os usuários e visitantes retornem espontaneamente?
-Receita 
Nessa fase você precisa que seu produto não seja somente atraente ou gere uma boa retenção, ele precisa ser monetizado, você irá precisar de usuários dispostos a pagar pelo que você está oferecendo.
-Recomendação 
Seu produto é bom? Os usuários retornam? Já fez todos os testes necessários expostos nesse artigo? Agora é hora de popularizar seu produto, existem diversas formas de fazer isso (veremos sobre mídia paga e ganha) porém o boca a boca é sempre eficaz além de você poder promover boas ações de member get a member (ou seja oferecer alguma vantagem para o membro ou cliente que trouxer um novo cliente, essa vantagem pode ser um cupom de desconto, um beneficio premium, tudo depende do que se trata seu produto… para encontrar o que mais atrairia seu publico você deve conhece-lo bem e lembrar-se sempre de modelar, testar e analisar.)

Métricas

Como já foi dito o looping da análise é base de tudo para isso você deve considerar seu CAC que nada mais é do que uma conta simples de todos os seus custos com marketing etc x novo números de usuários e clientes.
As métricas são também a base dos testes, afinal depois que você modelou como iria analisar sem levar em conta todo tipo de métrica disponível e assim repetir o processo?

Canais de tração

O GT diferente do  marketing tradicional não se foca somente em anúncios.
Por exemplo, imagine quantos usuários um conteúdo viral poderia atrair? A criação de uma comunidade que vai muito além somente da venda?
Outra coisa que deve levar em conta é assessoria de imprensa, nesse ponto entramos na mídia que você compra e na que possuí.
A partir do momento em que sua comunicação é bem feita com jornalistas e suas mídias naturalmente seu conteúdo se espalha.
É muito útil também para o reconhecimento e posicionamento da sua marca no mercado.

Bem, como dito no inicio iremos dividir esse artigo em 3 partes, o próximo artigo sobre GT irá tratar sobre engenharia de marketing, anúncios e marketing de conteúdo… Aguardem…
Esperamos que tenham gostado e lembrem-se GT é o futuro então estudar sobre irá lhe ajudar muito por isso lhe esperamos no próximo artigo 🙂

xoxo

 

 

alexa

Author alexa

More posts by alexa

Leave a Reply